100%
Um convite a doce revolução. Vem e Vê.
Google Play Baixe o aplicativo. O evangelho no toque do seu dedo!

TEXTOS > REFLEXÕES

A CADEIA ESPIRAL DA VIDA



A CADEIA ESPIRAL DA VIDA

 

 

A vida acontece em espiral.

 

Há duas maneiras de mostrar o sentido desta tese.

 

Uma é aquela que vai de dentro para fora, e outra, a que vai de fora para dentro.

 

A que vai de dentro para fora é, na Física, aquela que iria das partículas subatômicas às galáxias. Na Biologia, iria do DNA a todo o sistema de condução e armazenamento de energia vital evolutiva. Na Consciência, iria dos olhinhos de redemoinhos do Inconsciente aos turbilhões do Consciente, que sobe ou desce na escada espiral de apropriações de percepções, sempre em espiral. Na História,  seria a evolução progressiva de acontecimentos que começam com a vontade de um indivíduo e cresce como a história cresce, espiraladamente, na direção da macro História. E na Revelação, iria do íntimo ao Cósmico e além — sempre de fé em fé, mas numa espiral.

 

A via que vai de fora para dentro segue o mesmo padrão, porém no sentido inverso — obviamente em espiral. Este é o desenho da vida — até nas impressões digitais ou nas palmas das mãos. Até a água sabe disso: os pólos mudam o sentido em que a água faz a volta na pia de seu banheiro quando cai da torneira no ralo, dependendo de em que hemisfério do planeta você esteja — mas é sempre queda retorcida em espiral.

 

Há uma espiral na criação. Deus faz da espiral do redemoinho das existências a vida, a consciência, a história e a revelação acontecerem. Mas Deus é maior que o espiral. O espiral é a vida... Deus é Vida.

 

Na consciência, a escada das percepções é também espiral: no andar de cima, você sempre enxerga onde esteve antes, na mesma seqüência, sem incoerência, no andar de baixo. Você vai tendo visões de você mesmo antes, quando o espiral da vida passa por aquela posição, mesmo que você já esteja muitos níveis acima naquela progressão. A mémoria é cumulativa, mas a apropriação da cosnciência sempre aguarda que você veja como memória quando você mesmo esteve, andares abaixo, passando naquele mesmo lugar existencial.

 

Então você se enxerga... E cresce. Ou não. Pode até ficar com raiva.

 

A história não é circular e nem linear; ela é espiralada na horizontal do tempo.

 

A revelação é vertical e interior, mas se expressa na história como a história é: progressivamente espiralada no horizonte do tempo.

 

Deus não é espiralado. Espiralada é a vida, para o bem ou para o mal.

 

Deus é reto? Ora, é só uma maneira linear de dizer o que palavras não dizem.

 

Deus é! "Eu sou é o meu nome" — diz Ele de si mesmo.

 

A humildade recomenda que a teologia pare aqui. O que passar disso é pecado.

 

Isto é só um ensaio do ensaio. Mas não saio dele.

 

Caio

 

26/01/2004